5381174e6b7354d3
Botao loja

Notícias do Mercado

Fazendas de leite perdem 15% das bezerras com menos de um ano de vida por problemas sanitários e de manejo

Por Ideagri/LeiteOnLine | 11/07
Show 4ec01c7853c64e06

Dados são referentes a 900 fazendas que estão entre as mais tecnificadas do país, por isso, extrapolando, provavelmente, o número real deve ser ainda maior

Quinze em cada 100 bezerras nascidas em fazendas de leite no Brasil morrem antes de completar um ano de vida, na maioria dos casos por questões de resolução simples e barata, como manejo e boas práticas sanitárias e profiláticas. O dado é do Índice Ideagri do Leite Brasileiro (IILB), divulgado hoje (18/06), com base nos dados de cerca de 900 fazendas de leite entre as mais tecnificadas do país. “Das 69.000 bezerras nascidas entre abril de 2018 e março de 2019 nessas fazendas, foram registradas aproximadamente 11 mil baixas, desconsiderando-se os descartes voluntários”, contabiliza Heloise Duarte, médica veterinária e diretora-geral do IILB.

“A mortalidade real de todo o rebanho de leite brasileiro pode ser bem maior”, alerta Heloise Duarte porque, segundo ela, os dados recentes do IILB originam-se de um levantamento feito junto a cerca de 900 fazendas entre as mais tecnificadas do país, responsáveis pela produção de 1,37 bilhão de litros de leite por ano, aproximadamente 4% da produção nacional. “A informação de sobrevivência é um importante recurso para realizar projeções de rebanho e planejamentos financeiros”, conclui a diretora.

Segundo ela, 56% das mortes de bezerras registradas pelo levantamento do IILB devem-se a três fatores: diarreia (21,00%), tristeza parasitária (20,43%) e pneumonia (14,29%). “Essas são causas que podem ser resolvidas com ações de gestão simples, que não exigem investimentos vultosos”, diz Heloise Duarte. “A diarreia decorre da falta de higiene nos currais, a tristeza parasitária é transmitida por carrapato e a pneumonia pode ser reduzida com maior cuidado na acomodação dos animais”, exemplifica ela.

Para ela, pode-se notar a diferença entre as fazendas que gerenciam esses problemas. Pelos dados do IILB, as fazendas posicionadas entre as “top 10%”, a mortalidade das bezerras é 41% menor. “Nessas, morrem 9 a cada 100, e isso é uma grande diferença”, diz ela. Outro ponto de comparação feito pela diretora: nos Estados Unidos, uma referência entre as fazendas de leite, a Dairy & Calf Heifer Association (DCHA) indica que a expectativa ideal é de uma mortalidade de 10% de bezerras e novilhas até os 24 meses (dois anos).

Enorme potencial de melhoria

O IILB é uma nova maneira simples e prática de medir a qualidade e a eficiência da produção de leite de toda a cadeia produtiva no Brasil. Ele é composto por 12 indicadores-chave das áreas de Reprodução, Produção e Recria (a sobrevivência de bezerras é um deles), medidos por meio dos dados das fazendas usuárias do sistema de gestão Ideagri. Das 5.000 usuárias do sistema, 900 atenderam aos critérios de qualidade e pontualidade dos dados inseridos no sistema entre abril 2018 – março 2019. Combinados com peso por nota e personalizados por perfil de rebanho, os indicadores compõem uma nota única que permite às fazendas compararem seu desempenho dentro de uma mesma base comparativa.

No período analisado pelos dados mais recentes do IILB, o índice Brasil atingiu a nota de 3,68 pontos (em 10,0 possíveis). No período anterior (janeiro 2018 – dezembro 2018), a média geral Brasil foi de 3,97. “São dados coerentes e a leve queda pode refletir o aumento da base, que no primeiro boletim foi de cerca de 600 fazendas e agora, no segundo, alcançamos 900 fazendas”, diz Heloise. No Brasil, a região com melhor desempenho foi a região Sul, com média geral de 3,74.

“Permanece a ampla margem para a melhoria de desempenho do rebanho nacional e para o incremento da produtividade dentro do universo dos rebanhos ranqueados”, diz Heloise Duarte. Ela aponta, por exemplo, que os “top 10%” obtiveram nota 6,36, ou seja, 60% melhor que a média geral de todas as fazendas analisadas.

Dados são abertos para consulta, por perfil de rebanho.

Os dados do IILB, por indicador-chave, podem ser acessados no site www.iilb.com.br. O número de informações abertas para o público em geral é generoso, mas o cliente da Ideagri poderá, por meio de seu cadastro, acessar os dados do IILB e fazer comparações diretas e instantâneas com seus próprios indicadores. Os dados das fazendas são preservados, só podendo ser acessados pelos proprietários dos cadastros. Para os demais interessados, os dados da pontuação geral e as médias brasileiras para os indicadores estão disponíveis por meio de um cadastro simples no site www.iilb.com.br.

Uma novidade que chega com o boletim 002 do IILB é a apresentação dos indicadores por perfil de rebanho, inédito no Brasil. São três perfis disponíveis:

  1. Perfil 1 - predominância de Leite Europeu (> 93,75% de genética europeia);
  2. Perfil 2 – intermediário (entre 93,75% e 75% de genética europeia);
  3. Perfil 3 – leite mestiço (< 75% de genética europeia).

“A divisão por perfis é a melhor forma de oferecer ao produtor um índice e indicadores que permitam comparações adequadas por tipo de rebanho e características produtivas”, informa Heloise Duarte.

Ideagri faz parte do Grupo Rehagro

A Ideagri é a desenvolvedora do software Ideagri e faz parte do grupo Rehagro, que inclui ainda uma instituição de consultoria e ensino voltada para o agronegócio (Rehagro), um instituto de pesquisa agropecuária (Rehagro Pesquisa), um laboratório de análises de solos e alimentação (3R Lab), uma consultoria ambiental (associação com a empresa Campeira) e uma startup dedicada ao manejo de pragas (Biomip).

Por: Ideagri

Mais Vistas
Livro “Mulheres do Agronegócio” retrata história de criadora catarinense de Senepol Com votação online, associados da Girolando elegerão nova diretoria na próxima quartaPequenos produtores de leite de Juiz de Fora (MG) têm apoio da Trouw Nutrition para aumentar sua produtividade!3 mil estudantes de 10 estados participam da Caravana 4.0, primeira etapa do movimento Ideas For Milk 2019, da Embrapa Gado de LeiteMinistra encerra visita ao Egito com abertura de mercado para produtos lácteos do BrasilQualidade do produto poderá determinar a sustentabilidade do setor leiteiro brasileiroTrouw Nutrition lança Dry Technology® para bovinos leiteiros na Agroleite 2019 Após 6 meses de altas consecutivas, preço médio do leite recua quase 8% em julhoExpointer 2019 sediará 7ª Mostra da Raça GirolandoChina abre mercado para lácteos brasileiros, anuncia Tereza CristinaIntegração dos sistemas da Girolando com software da Ideagri começa esse mêsAssociação de Girolando volta a integrar a ASBIAPreço ao produtor se estabiliza em junhoMegaleite 2019 termina com faturamento de R$30 milhões e premiação dos melhores do Ranking 2018/2019Torneio Leiteiro da Megaleite termina com três recordesMegaleite 2019 é aberta na capital mineiraCompetições de animais começam na Megaleite 2019Megaleite 2019 já movimenta a capital mineiraEmpresa agropecuária brasileira recebe premiação mundial inéditaEleições Girolando: Odilon de Rezende é indicado para concorrer à Presidência da GirolandoMérito Girolando será entregue na Megaleite 2019Megaleite 2019 celebrará 30 anos da Exposição Nacional de GirolandoBrasil e China reafirmam cooperação para ampliar pauta de exportações do agronegócioPIB-AGRO/CEPEA: PIB DO AGRONEGÓCIO APRESENTA LEVE ALTA EM FEVEREIROTrouw Nutrition apoia o Clube de Bezerras de Carambeí e Arapoti (PR), que aproxima as crianças da pecuária leiteira, contribuindo para a sucessão das fazendas da região.Animais Girolando começam a chegar para ExpoZebu 2019.Inscrições para a Megaleite 2019 começaram na quinta-feira (04/04)Girolando e UCBVET Saúde Animal firmam parceria para 2019REHAGRO LANÇA CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM PECUÁRIA DE LEITE EM ARACAJU/SEMinistra pretende criar política para o setor leiteiro. LEITE/CEPEA: PREÇO SOBE MAIS DE 10% EM FEV/19 E ATINGE RECORDE PARA O MÊSGirolando abre inscrições de animais para estreia na ExpoZebu.Circuito Megaleite 2018/2019 terá palestra na quarta-feira sobre o CONSELEITE MG!Redes de fast food: oportunidade para a cadeia do leite.Semex lança novo programa genômico para pecuária leiteiraComeça a 7ª Pré-Seleção de Girolando do Teste de ProgênieBrasil e Guatemala assinarão acordo para registro da raça GirolandoAssociação de Girolando firma convênios com Bolívia e EquadorPIB/AGRO - CEPEA: PIB volume deve crescer 1,7% em 2018, mas preço relativo cai 4,8% e pressiona rendaRaça Girolando estreará na ExpoZebu 2019Girolando participará de quatro exposições na América LatinaGirolando entrega a candidatos Termo de Compromisso para promover a exportação de derivados do leite#doarleitesemprefazbem - Campanha nacional de doação de leite ( Dia das crianças)Tabelamento do frete já paralisa agronegócio brasileiroLeite/CEPEA: Alta no preço ao produtor neste ano ultrapassa os 50%Mercado de Trabalho/CEPEA: Crescem empregos no agro com maior qualificaçãoExpointer 2018 terá encontro de criadores de Girolando e julgamento da raçaAgroleite 2018. A vitrine do leite no BrasilPanamá investe em raça leiteira do BrasilEstimativa da produção de grãos é de 228,6 milhões de toneladasLEITE/CEPEA: Preço sobe em Julho pelo 6° mês seguido e atinge recorde real para o períodoRenda de venda de leite captado na Megaleite 2018 é doada para centro educacionalDemanda aquecida de leite orgânico mobiliza produtoresCriadores devem ficar atentos a novas regras para seguros pecuários e de animaisPreço do leite sobe, mas futuro ainda é incerto para o setorAbertas inscrições para a 6ª Mostra Oficial de Girolando na Expointer 2018Megaleite 2018 movimenta R$ 25 milhões em negócios e bate vários recordesMERCADO DE TRABALHO/CEPEA: Remuneração no agro cresce mais que a da média brasileiraMegaleite 2018 é aberta oficialmente em Belo HorizonteBrasil acerta protocolo de exportação de material genético para o EquadorZootecnista explica as vantagens na produção de silagem de milho de grão reidratado. Prestes a ser inaugurada, Megaleite 2018 já deu início às competições de animaisMédico veterinário fala sobre combate e controle estratégico de carrapatos em bovinos de leite.Começam a chegar os animais inscritos na Megaleite 2018Governo atende pleito e adesão ao CAR é estendida para dezembroBelo Horizonte sedia mais uma edição da MegaleiteLEITE/CEPEA: Preço sobe pelo 4° mês consecutivo e acumula alta de 24% no ano.Greve dos caminhoneiros expõe dependência logística brasileiraLeite/CEPEA: Preços do UHT e muçarela sobem em sete diasGenética bovina brasileira mantém expansão internacionalSafra de grãos volta a nível histórico com produção de 232 milhões de toneladasSafra 17/18 já tem mais de R$ 100 bi contratadosCaptação dos maiores laticínios do Brasil cresce 5,6%Novo anunciante no portal Leiteonline.comProdução de 230 milhões de t de grãos é segundo recordeLEITE/CEPEA: Preços do UHT e muçarela sobem neste início de abrilPIB-Agro/CEPEA: PIB-volume do agronegócio cresce 7,6% em 2017, eleva PIB nacional e ajuda no controle da inflaçãoLEITE/CEPEA: Com menor oferta, preço ao produtor registra 2º mês de altaPesquisa da Embrapa mostra que pecuária brasileira emite menos metano que o estimadoMilho/CEPEA : Retração de compradores mantém quedasSetor de lácteos começa a registrar reaçãoPreços do UHT sobem 28,4% desde janeiroFeira do Panamá evidencia grande procura pela raça Girolando1º Leilão Amigos do Quitalé foi sucesso em comercializaçãoEm 2017, PIB cresce, mas agronegócio tem menos ocupadosGirolando anuncia apoio ao Manifesto Verde Amarelo – Funrural NãoBrasil deverá colher 226 milhões de toneladas de grãosGirolando confirma segunda edição da Exposição Interestadual em UberabaCódigo Florestal: STF bate o martelo e traz segurança ao agronegócio.Após 8 meses em queda, preço ao produtor sobe 3,8%.Produtores de leite cobram leis específicas para defesa do setor.Números do BC indicam fim da recessão: economia cresceu 1,04% em 2017.Produção de 225,6 milhões de toneladas de grãos é a segunda maior da história.LEITE/CEPEA: O que esperar para 2018? Produção brasileira de leite deverá voltar aos 35 bilhões de litros.
Ver Mais