Artigo Técnico

Por que utilizar detergentes específicos para limpeza CIP do sistema de ordenha?

Por Química Boltz | Às 06/11 às 20:46

POR QUE UTILIZAR DETERGENTES ESPECÍFICOS PARA LIMPEZA CIP DO SISTEMA DE ORDENHA?

\r\n\r\n

Os detergentes manipulados pela Química Boltz, são elaborados de forma a manter um equilíbrio entre a alcalinidade adequada, concentração de cloro, sequestrantes e tensoativos de forma equilibrada para atingir a melhor limpeza, com o menor custo e consequentemente, maior lucro ao produtor de leite.

\r\n\r\n

Mas por que utilizar um detergente formulado pela Química Boltz?

\r\n\r\n

Primeiramente, a Boltz é uma indústria que valoriza o conhecimento, ou seja, todo o desenvolvimento de seus produtos são realizados por profissionais com vasta qualificação, grande tempo de pesquisa e dedicação. Os produtos são elaborados no laboratório e antes de lançados, todos são testados em propriedades de leite parceiras, pois acreditamos na junção “teoria – prática”.

\r\n\r\n

Segundo, vamos pensar no Leite como sendo um resíduo. Maior parte deste alimento, é constituído por compostos solúveis em água, como o açúcar. Por isso, a tamanha importância de realizar o enxágue inicial de limpeza da máquina, para retirar esses compostos que são eliminados apenas com o contato com a água. Restam, ainda, a parte de proteínas, gorduras e minerais, as quais compreendem em torno de 15 à 20% de sua concentração.

\r\n\r\n

As gorduras e proteínas são removidas do sistema de ordenha com o uso do detergente alcalino clorado, chamado AlcaPrim. Esse detergente é formulado, como o próprio nome diz, com cloro, mas também com tensoativos, solventes e sequestrantes, a qual auxiliam na limpeza.

\r\n\r\n

A parte gordurosa, é retirada a partir de uma reação da parte alcalina (hidróxido de sódio – soda) do detergente com a gordura presente na tubulação. Essa reação é chamada de saponificação, ela ocorre, decompondo a gordura do leite para formar sabão. Já a proteína, é retirada a partir de sua peptização com o cloro, o qual reage peptizando, “quebrando” a proteína em pequenas partes e a tornando mais solúvel.

\r\n\r\n

Por que não utilizar então, uma combinação somente entre o cloro e o hidróxido de sódio – soda – como as indicadas por algumas “receitinhas caseiras”?

\r\n\r\n

Pois no detergente alcalino clorado AlcaPrim, além do cloro e a soda, existem os tensoativos, os quais auxiliam na remoção da gordura e proteína, tornando-os ainda mais solúveis e fácil sua remoção. Solventes também compõe o detergente, o qual possui ação anti redepositante e coadjuvante, ou seja, não permitem que as sujidades que queremos eliminar com a circulação da solução de limpeza, voltem a se depositar sobre a superfície, mantendo-as em solução, aumentando assim a performance de limpeza do produto. Esses dois compostos, tensoativos e solventes, são coadjuvantes que auxiliam a limpeza, tornando possível a concentração de soda no produto ser menor, aumentando assim, o tempo de vida útil do equipamento (borrachas, mangueiras....).

\r\n\r\n

Além disso, o detergente AlcaPrim possui em sua formulação, sequestrantes, os quais são importantes também para aumentar o poder de limpeza da solução detergente. Caso, a água na propriedade de leite for uma água muito dura (alta concentração de cálcio e magnésio), ocorrerá a coagulação do detergente e a formação de lâminas, tornando necessário, maior quantidade de produto para a retirada dos resíduos gordura e proteína.

\r\n\r\n

A coagulação do detergente ocorre durante o processo de limpeza, quando os minerais da água se combinam com o detergente. O resultado é uma substância branca que fica na superfície da tubulação e das outras partes da máquina, depois que a umidade for removida. Como os minerais da água “consomem” o poder de limpeza do detergente, é necessário maior quantidade de produto para a mesma eficiência de remoção dos resíduos. Se os minerais forem retirados com a ação de um sequestrante, o poder de limpeza é mantido e assim, menor quantidade de produto é necessária. Para o produtor, isso significa uma economia de produtos.

\r\n\r\n

Além disso, utilizando somente a solução de “soda” e água, sem ação sequestrante, os minerais contidos na água utilizada para limpeza, são aquecidos e se revertem na sua forma insolúvel, mantendo-se precipitados sobre a superfície, inibindo a limpeza e aumentando o poder de formação de biofilmes.

\r\n\r\n

Importante: os sequestrantes contidos na formulação do detergente alcalino clorado, tem a função tanto de remover os minerais de dureza da água, quanto auxiliar na remoção dos minerais presentes no leite, carregando-os para fora da tubulação antes destes se depositarem e/ou redepositarem na superfície, auxiliando a limpeza.

\r\n\r\n

Outro resíduo do leite, os minerais, são também retirados com o uso de um detergente Ácido, no caso da Boltz, o AcidPost. Os minerais presentes no leite, podem formar a conhecida “pedra do leite”, a qual, surge após os minerais não serem removidos completamente do sistema e com o tempo, na medida que o leite vai passando, as gorduras, proteínas e mais minerais vão se incrustando, formando no fim, uma substância dura e difícil de ser removida.

\r\n\r\n

Como prevenção da pedra do leite, deve-se utilizar um detergente alcalino clorado com boa capacidade sequestrante e também um detergente ácido eficiente para garantir a remoção efetiva de todos os minerais.

\r\n\r\n

Um bom detergente ácido também neutralizará os reagente alcalinos e do cloro, o que prolongará a vida útil das peças de borracha e reduzirá o pH da superfície, inibindo o crescimento de bactérias.

\r\n\r\n

Assim, percebe-se a importância de utilizar-se detergentes específicos para limpeza CIP do equipamento de ordenha, facilitando a limpeza, economizando em custo de produtos e gerando maior lucratividade à atividade leiteira.

\r\n\r\n

Escrito por

\r\n\r\n

Hevelin Tabata Boni, Mestre em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Catarina. Engenheira Química da Química Boltz. CRQ/SC 13302406.

\r\n
Mais Vistas
Tempo de recuperação no pós-parto é crucial para o controle da hipocalcemia em vacas de leiteDesenvolvimento das bezerras leiteiras exige fornecimento de sucedâneos lácteos de alta qualidadeA IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO CONTRA AS CLOSTRIDIOSES Parte III BOTULISMO - Clostridium botulinumManejo nutricional correto de bezerras beneficia produção de leiteA IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO CONTRA AS CLOSTRIDIOSES Parte II TÉTANO - Clostridium tetaniA IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO CONTRA AS CLOSTRIDIOSESQualidade do Leite: Conhecimento necessário para alavancar propriedades leiteirasMicotoxinas, o inimigo invisível que pode reduzir os ganhos da sua produçãoSua silagem está protegida do mofo? Trouw Nutrition alerta sobre contaminaçãoOs impactos das micotoxinas na nutrição animal Tristeza Parasitária Bovina (TPB) “Tristezinha”, “Pindura”, “Piroplasmose” ou “Mal da ponta”Leite - 10 recomendações para produzir leite de qualidadeProdução orgânica de leite: o bem-estar bovinoComo fazer manteiga: pasteurização, maturação, batedura, malaxagem, lavagem e salga.Fatores ambientais são importantes na obtenção do valor genético do gado de leite A tradição nutricional dos derivados do leiteO retrato do produtor de leite orgânico no Brasil: agricultor, criador e administrador.APLICAÇÃO DE MEDICAMENTOS DE USO VETERINÁRIOGirolando inova nas pistas e encerra Circuito Megaleite – Etapa Uberaba com maior valorização da raça Pecuarista - saiba como calcular quanto custa o litro de leite produzido em sua fazendaLactose - entenda mais sobre o assuntoProdução de leite orgânico: qualidade do leite e segurança alimentar.Associação de Girolando critica suspensão da taxa antidumping do leite.Girolando divulga programação do Circuito Megaleite 2018/2019 - Etapa UberabaPlanejamento e tecnologia - o segredo para obter bons lucros com a produção de leite Leite a pasto é o sistema mais barato de produção leiteiraDerivados do leite são uma excelente alternativa de renda para o produtor rural!Cruzamentos e melhoramento genético aumentam a produção de leiteGado de leite - saiba mais sobre o melhoramento genéticoFatores que intensificam a produção de leite: conheça-os!Leite - qualidade higiênica do leite cruLaticínios - a importância do consumo do leite e seus derivados para a saúde humana Leite - cor, viscosidade, densidade e acidez STRESS TÉRMICO EM VACAS LEITEIRAS Marcas de luxo no setor lácteoGestão da Propriedade LeiteiraComo ganhar a lutra contra os parasitos externos em bovinosPneumonia bovina. Conheça o diagnóstico e como tratarVerminoses em bovinos: Como controlarNutrientes e a melhoria da produtividade do rebanhoPós-dipping: A escolha do produto e sua avaliação são os diferenciais para evitar a ocorrência de novas infecções intramamáriasDiagnóstico e tratamento da mastite clínica bovinaDiagnóstico e tratamento da mastite subclínicaTristeza Parasitária BovinaComo controlar a mastite.Zootecnista explica as vantagens na produção da silagem de milho de grão reidratado.Médico veterinário fala sobre combate e controle estratégico de carrapatos em bovinos de leite.Rinotraqueíte Infecciosa BovinaHipocalcemia nas vacas leiteirasO Leite e a sua riqueza nutricional.Leite: Importante aliado na saúde do cérebroO consumo de leite durante a gestação ajuda na prevenção da pré-eclâmpsiaBeber leite antes de dormir promove uma noite de sono melhor.Mastite AmbientalO umbigo e a saúde das bezerras.
Ver Mais