Artigo Técnico

Tristeza Parasitária Bovina

Por J.A Saúde Animal e Leiteonline.com | Às 08/07 às 08:44

Denomina-se tristeza parasitária bovina (TPB) o complexo de duas enfermidades causadas por agentes etiológicos distintos, porém com sinais clínicos e epidemiologia similares: babesiose e anaplasmose (FARIAS, 2001). A babesiose é causada por protozoários do gênero Babesia (espécies Babesia bovis e Babesia bigemina) e a anaplasmose, causada por uma rickettsia do gênero Anaplasma (espécie Anaplasma marginale) (SACCO, 2001). Estes são parasitas intraeritrocitários e a enfermidade que causam é devida, principalmente, à intensa destruição dos eritrócitos do hospedeiro (FARIAS, 2001). Elas são doenças distintas, que não apresentam imunidade cruzada entre si, não dependem uma da outra e exigem manejos e tratamentos próprios para cada uma (SACCO, 2001).

\r\n\r\n

As babesias são transmitidas aos bovinos única e exclusivamente pelo carrapato Boophilus microplus. A transmissão do Anaplasma também se dá pelo mesmo carrapato, mas também pode acontecer mecanicamente através da picada de insetos hematófagos (moscas, mutucas e mosquitos) (SACCO, 2001).

\r\n\r\n

A TPB é um dos problemas sanitários de maior prejuízo econômico na pecuária bovina, que se traduz por altos índices de mortalidade e morbidade (SACCO, 2001). As perdas econômicas são devido à redução na produção de leite e carne, infertilidade temporária de machos e fêmeas, custo de tratamentos, gasto com medidas preventivas necessárias, quando se introduz animais de áreas livres em áreas endêmicas e, principalmente, devido à mortalidade (KIKUGAWA, 2009).

\r\n\r\n

Os surtos ocorrem, geralmente, após reduções temporárias da infestação por carrapatos, devido a condições climáticas desfavoráveis ou por meios artificiais como aplicação intensiva de carrapaticidas, rotação de pastagens etc. (FARIAS, 2001).

\r\n\r\n

Os principais sinais clínicos do bovino com TPB são hipertermia, anorexia, pelos arrepiados, taquicardia, taquipnéia, redução dos movimentos de ruminação, anemia, icterícia (mais frequente e intensa na anaplasmose), hemoglobinúria (ausente na anaplasmose e mais intensa na babesiose por Babesia bigemina), abatimento, prostração, redução ou suspensão da lactação e sinais nervosos de incoordenação motora, andar cambaleante, movimentos de pedalagem e agressividade, característicos na babesiose por Babesia bovis, devido às lesões cerebrais. (FARIAS, 2001).

\r\n\r\n

Para o diagnóstico da TPB devem ser levados em conta dados epidemiológicos, sinais clínicos e lesões observadas na necropsia. Porém, o diagnóstico definitivo e específico, só é possível através do exame laboratorial, com a identificação do agente em hemácias parasitadas. (FARIAS, 2001).

\r\n\r\n

Para o tratamento, a sugestão da J.A Saúde Animal é o uso de Ganavet®, medicamento composto por diminazeno e fenazona, indicado para casos de babesiose em bovinos, deve ser utilizado na dosagem de 1 ml/20kg (3,5mg/kg) via intramuscular, dose única. Para combater a anaplasmose, é indicado o uso de Diclotril®, medicamento a base de cloridrato de enrofloxacino e diclofenaco de sódio, antimicrobiano de amplo espectro e anti-inflamatório respectivamente, devendo ser utilizado na dosagem de 1 ml/20kg, a cada 24 horas, durante 3 dias. Caso não tenha possibilidade de diagnosticar o agente específico que está causando a doença é importante a associação dos dois medicamentos. Além disso, pode-se se fazer terapia suporte com Catofós® (vitamina B12), e o animal deve ser mantido na sombra, com água e alimento a sua disposição, e não ser forçado a movimentar-se.

\r\n\r\n

Autores:

\r\n\r\n

Ingrid Medeiros Jacintho Quirino – Graduanda em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Tocantins e integrante do projeto J.A Universidade

\r\n\r\n

Prof. Dr. Otavio Luiz Fidelis Junior – Professor da Universidade Federal do Tocantins

\r\n\r\n

Referências Bibliográficas:

\r\n\r\n

KIKUGAWA, Manoela Mieko. Tristeza Parasitária Bovina (Babesiose x Anaplasmose). 41 f. Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) - Medicina Veterinária, Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), 2009.

\r\n\r\n

FARIAS, Nara Amélia; RIET-CORREA, Franklin; et al. Doenças de ruminantes e equinos: Tristeza parasitária bovina, p.35-42. 2ªEdição, Vol. II São Paulo: Livraria. Varela, 2001.

\r\n\r\n

SACCO, Ana Maria Sastre. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento; Embrapa. Controle/Profilaxia da Tristeza Parasitária Bovina. Comunicado técnico 38 ISSN 0100-8919, Bagé, RS Agosto, 2001.

\r\n
Mais Vistas
A IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO CONTRA AS CLOSTRIDIOSESQualidade do Leite: Conhecimento necessário para alavancar propriedades leiteirasMicotoxinas, o inimigo invisível que pode reduzir os ganhos da sua produçãoSua silagem está protegida do mofo? Trouw Nutrition alerta sobre contaminaçãoOs impactos das micotoxinas na nutrição animal Tristeza Parasitária Bovina (TPB) “Tristezinha”, “Pindura”, “Piroplasmose” ou “Mal da ponta”Leite - 10 recomendações para produzir leite de qualidadeProdução orgânica de leite: o bem-estar bovinoComo fazer manteiga: pasteurização, maturação, batedura, malaxagem, lavagem e salga.Fatores ambientais são importantes na obtenção do valor genético do gado de leite A tradição nutricional dos derivados do leiteO retrato do produtor de leite orgânico no Brasil: agricultor, criador e administrador.APLICAÇÃO DE MEDICAMENTOS DE USO VETERINÁRIOGirolando inova nas pistas e encerra Circuito Megaleite – Etapa Uberaba com maior valorização da raça Pecuarista - saiba como calcular quanto custa o litro de leite produzido em sua fazendaLactose - entenda mais sobre o assuntoProdução de leite orgânico: qualidade do leite e segurança alimentar.Associação de Girolando critica suspensão da taxa antidumping do leite.Girolando divulga programação do Circuito Megaleite 2018/2019 - Etapa UberabaPlanejamento e tecnologia - o segredo para obter bons lucros com a produção de leite Leite a pasto é o sistema mais barato de produção leiteiraDerivados do leite são uma excelente alternativa de renda para o produtor rural!Cruzamentos e melhoramento genético aumentam a produção de leiteGado de leite - saiba mais sobre o melhoramento genéticoFatores que intensificam a produção de leite: conheça-os!Leite - qualidade higiênica do leite cruLaticínios - a importância do consumo do leite e seus derivados para a saúde humana Leite - cor, viscosidade, densidade e acidez STRESS TÉRMICO EM VACAS LEITEIRAS Por que utilizar detergentes específicos para limpeza CIP do sistema de ordenha?Marcas de luxo no setor lácteoGestão da Propriedade LeiteiraComo ganhar a lutra contra os parasitos externos em bovinosPneumonia bovina. Conheça o diagnóstico e como tratarVerminoses em bovinos: Como controlarNutrientes e a melhoria da produtividade do rebanhoPós-dipping: A escolha do produto e sua avaliação são os diferenciais para evitar a ocorrência de novas infecções intramamáriasDiagnóstico e tratamento da mastite clínica bovinaDiagnóstico e tratamento da mastite subclínicaComo controlar a mastite.Zootecnista explica as vantagens na produção da silagem de milho de grão reidratado.Médico veterinário fala sobre combate e controle estratégico de carrapatos em bovinos de leite.Rinotraqueíte Infecciosa BovinaHipocalcemia nas vacas leiteirasO Leite e a sua riqueza nutricional.Leite: Importante aliado na saúde do cérebroO consumo de leite durante a gestação ajuda na prevenção da pré-eclâmpsiaBeber leite antes de dormir promove uma noite de sono melhor.Mastite AmbientalO umbigo e a saúde das bezerras.
Ver Mais